Publicado em 16/4/2012

No Dia Internacional do Café, histórias e dicas de como preparar a bebida em casa

Café, tradicional bebida que deixa o aroma pela casa e o sabor forte no paladar. Este sábado (14) é dia de comemoração internacional para o grão que é mania certa entre os brasileiros. Para marcar a data, além de depoimentos de amantes da bebida, o Portal NE10 traz dicas de como preparar café de qualidade em casa.

O estudante de engenharia João Paulo Moura, 18 anos, começou a gostar da bebida graças às reuniões em família. "Desde pequeno, sempre que vou para casa da minha avó, todo mundo se junta para conversar e ela prepara café para acompanhar".

Com Samara Andrade, 36 anos, a paixão também começou na infância. "Me lembro que quando acordava pra ir para escola, meus irmãos tomavam leite e eu chorava para ganhar café", relembra. Para a engenheira civil, a bebida é insubstituível. "Eu tomo café em todas as refeições, pra mim é um companheiro de todas as horas". 

Outro caso de amor a primeira vista é o do designer de softwares Rodolfo Calado, 33 anos. "Ainda pequeno, sentia o cheiro de café no final da tarde, quando minha avó fazia. Desde então, já associo o aroma a coisas boas", comenta. Rodolfo acredita que café bom mesmo é aquele moído na hora. "Quem gosta de café de verdade, prefere o café moído, nada de grão solúvel".

Todos admiradores de uma bebida que pode ser facilmente preparada em casa, com muita qualidade. O barista - profissional especialista em café - Jonathan Silva, 37 anos, enumera uma série de recomendações para acabar com a fama do café ruim e sem gosto. A começar pelas compras no supermercado. "Comece procurando de cima para baixo, onde os melhores produtos estão e onde eles foram produzidos", alerta. Depois, procure selos de qualidade, como o BSCA (Brazil Specialty Coffee Association) e o Utz Kapeh. 

O barista recomenda também ficar atento às plantas originárias do pó. Atualmente, os produtores brasileiros usam a arábica e a robusta. A primeira é referência de qualidade. "Os cafés produzidos com grãos 100% arábicos são os melhores para produzir uma boa bebida". Por último, repare na cor do pó. Prefira sempre o marrom ao preto. "O pó preto é, na verdade, o grão incinerado vendido como extra-forte. É como se você estivesse bebendo carvão", completa Jonathan Silva. 

Ao chegar em casa, hora de preparar o cafezinho. A primeira dica é no tipo de água. "Sempre use água filtrada, pois a água da torneira tem muito cloro e o café perderá os componentes essenciais", alerta o barista. A água também não pode sair do fogo fervendo. "Se você deixa de tomar o café incinerado e deixa ferver a água, é o mesmo processo. O café perde todos os elementos essenciais". Depois de pronto, a dica é degustar em xícara de porcelana, que vai manter a temperatura ideal da bebida. 

No vídeo abaixo, Jonathan Silva ensina a fazer o café caseiro de qualidade com o método da Prensa Francesa (French Press), vendida em lojas de departamento:

CUIDADOS - Apesar das maravilhas que o café (feito em casa ou não) pode oferecer, é importante ter alguns cuidados. "É um produto que não se pode consumir em todas as faixas etárias e de todas as formas pelo alto grau estimulante", alerta a nutricionista Luciana Mamede. A cautela é necessária em hipertensos, idosos e pessoas que sofrem de alguma disnfunção metabólica, como a anemia. 

Outro ponto negativo é a inibição da absorção de alguns nutrientes essenciais no organismo, como o cálcio e o ferro. "É melhor tomar café em momentos onde você não vai ingerir estes nutrientes. Quanto mais longe for o intervalo de consumo da bebida e comida, maior a reposição nutricional". 

A especialista também aponta para as controvérsias nos estudos em que o café aparece como anti-oxidante. "Não há comprovação científica que a bebida aja no combate aos radicais livres que causam o envelhecimento da célula. E mesmo que houvesse, o potencial de impedir o processo não tira o risco da cafeína prejudicar outros aspectos". O café pode ser substituído neste caso por anti-oxidantes comprovados, como as vitaminas C e E. 

Ciente de todos os males que o café pode trazer em momentos inoportunos, a bebida consumida em dose certa traz benefícios. "Três xícaras de café médias (150ml) por dia é estimulante e trata de várias situações fisiológicas, como a dor de cabeça", explica Dra. Luciana. 

O grão também é usado como estimulante físico (em suplementos) e algumas pesquisas afirmam que a bebida aciona as endorfinas, controladoras do sexo.

Fonte: NE10

Cursos e Workshops

Data Horário Associado Curso Cidade
28/06 a 01/07/2012 Santo Grão Barista na Fazenda São Paulo / SP
02 a 04/07/2012 09h00 às 12h00 Santo Grão Curso de Barista São Paulo / SP
03/07/2012 09h00 às 16h00 Cléia Junqueira Módulo 1 - Regulagem de Moinhos (Curso Avançado Baristas) São Paulo / SP
04/07/2012 09h00 às 16h00 Cléia Junqueira Módulo 2 - Extração do Espresso Perfeito (Curso Avançado Baristas) São Paulo / SP
05/07/2012 09h00 às 16h00 Cléia Junqueira Módulo 3 - Latte Art (Curso Avançado Baristas) São Paulo / SP
veja a programação completa